Os Mistérios de Nossa Alma

Liberte-se do aprisionamento

Desde os primórdios da humanidade, a alma tem sido um enigma central na busca pelo autoconhecimento e pela compreensão do universo. Filósofos, teólogos e místicos de todas as eras têm tentado decifrar sua natureza, explorando suas profundezas em busca de verdades universais. A alma não é apenas uma entidade abstrata. Afinal, é o núcleo de … Ler mais

As influências que te dominam

Influências que nos afetam

O desenvolvimento humano é inextricavelmente moldado por uma miríade de influências. Desde o momento do nascimento, somos continuamente moldados por forças externas, sejam elas derivadas da sociedade, cultura, educação ou família. Estas influências, muitas vezes sutis e imperceptíveis, ditam não apenas nossas ações, mas também nossa percepção do mundo. Além disso, cada geração traz consigo novas perspectivas e paradigmas culturais que, por sua vez, influenciam nosso comportamento e pensamento.
No entanto, precisamos entender profundamente como essas influências impactam nossas vidas. Ao compreender e discernir essas influências, podemos não só nos proteger de manipulações externas, mas também direcionar essas energias de forma construtiva, acelerando nosso crescimento pessoal e espiritual.

Tradição e Transformação: O Legado Vivo de Gurdjieff no Mundo Moderno

O que faz uma experiência pessoal de contato com um grande mestre se tornar um sistema de trabalho? Principalmente quando tal mestre não está mais presente e com isso se perde a possibilidade da transmissão direta de seus ensinamentos. Esse é um problema que ocorre em todas as matérias de conhecimento humano. Contudo, torna-se mais desafiador quanto mais subjetivo é tal conhecimento a ser preservado e transmitido. Assim, é inevitável que tal fato tenha ocorrido e ainda ocorra com o legado de Gurdjieff e do Quarto Caminho. Portanto, a quem se deve o legado de um mestre?

O que faz uma experiência pessoal de contato com um grande mestre se tornar um sistema de trabalho? Principalmente quando tal mestre não está mais presente e com isso se perde a possibilidade da transmissão direta de seus ensinamentos. Esse é um problema que ocorre em todas as matérias de conhecimento humano. Contudo, torna-se mais desafiador quanto mais subjetivo é tal conhecimento a ser preservado e transmitido. Assim, é inevitável que tal fato tenha ocorrido e ainda ocorra com o legado de Gurdjieff e do Quarto Caminho. Portanto, a quem se deve o legado de um mestre?

O Legado de um Mestre

Este artigo, e possivelmente o próximo, reflete sobre a quem pertence o legado de um mestre. Podemos fazer essa pergunta a todas as grandes correntes filosóficas e espirituais. Afinal, todas elas se baseiam na ideia de que alguém, com habilidades especiais, conseguiu compreender o incompreensível, o místico e esotérico. Essas pessoas das quais chamamos de mestres são assim reconhecidas por terem possuídos a capacidade de iluminar a escuridão de nosso entendimento sobre o propósito da existência humana.
Afinal, muitos são os que não se satisfazem com simples explicações que o sentido de nossa existência se trata apenas de uma sequência de eventos causais. Ou ainda, da mera casualidade das forças físicas e químicas que assim originaram a vida. Ainda mais uma vida que persiste e insiste em evoluir. Portanto, a pergunta “por que estamos aqui?” definitivamente surgiu com as primeiras capacidades cognitivas que transformaram o ser humano em um ser de “três cérebros”. Em outras palavras, essa questão emerge com o despertar de nossa consciência.

O Tempo Sob a Ótica da Ciência Moderna e a Cosmologia de Gurdjieff

Em 2023, astrônomos da Universidade de Chicago e da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign descobriram que o tempo, no início do universo, parecia se desenrolar mais lentamente do que hoje. Este fato foi revelado ao estudarem a luz de quasares, objetos astronômicos extremamente luminosos localizados no centro de galáxias distantes. Não obstante, Gurdjieff propõe em sua cosmologia que o tempo passa mais rápido à medida que afastamos pelo Raio da Criação. Um fato intrigante de como observações subjetivas baseadas em antigas tradições espirituais podem também ser encontradas nas modernas observações científicas.

Aprisionamento, você está preso nessa armadilha?

Morra comendo suas pimentas

Somos livres em nossas escolhas ou muitas delas somente repetem um padrão repetitivo aprisionado? Essa é uma das grandes perguntas filosóficas e psicológicas que qualquer buscador da verdade encontrará em seu caminho. É possível entender o quanto somos livres em nossas decisões? Quantas vezes ficamos aprisionados em nossos comportamentos e obsessões? Sobre isso, George Gurdjieff, começa sua obra “Relatos de Belzebu a Seu Neto” justamente falando sobre o que hoje é chamado teoria do aprisionamento. Ao entender isso, espero lançar luz sobre como podemos evitar a armadilha do aprisionamento. Assim como buscar a liberdade e a autenticidade em nossas vidas.

A Evolução Dos Ensinamentos Esotéricos e Transformação Digital

Gurdjieff e sua jornada esotérica

A escola do Quarto Caminho passou por grandes transformações. Isso aconteceu desde suas origens esotéricas até sua atual presença digital. Tais transformações nos fazem perguntar como uma escola fechada (esotérica) pode ser transformada em um sistema aberto de divulgação? Será que os meios digitais podem corromper a integridade da mensagem que o Mestre G.I.Gurdjieff pretendia transmitir? Ou será que os meios digitais podem facilitar a divulgação de sua mensagem e assim atingir a muito mais pessoas? Como podemos manter a qualidade da essência da mensagem de Gurdjieff enquanto a internet a torna cada vez mais popular?

Gurdjieff e o poder da imaginação

Imaginação em Gurdjieff

Neste artigo, mergulhamos profundamente na filosofia de G.I. Gurdjieff, com foco especial em seu uso da imaginação como ferramenta para o crescimento espiritual. Exploramos como Gurdjieff definiu a imaginação, como ele a utilizou em seus ensinamentos e práticas, e como ele acreditava que a imaginação poderia ser usada tanto para criar um ‘céu’ de autoconhecimento e transformação, quanto um ‘inferno’ de autoengano e ilusão. Também comparamos as visões de Gurdjieff sobre a imaginação com as de Carl Jung, e discutimos como a imaginação é vista no misticismo oriental, hermetismo e alquimia, tradições que influenciaram ambos os pensadores. Este artigo oferece insights valiosos para qualquer pessoa interessada em psicologia, espiritualidade e o poder da imaginação.

Imaginação: Uma Ferramenta para o Autoconhecimento e a Transformação Pessoal

Imaginação, gurdjieff e Jung

Gurdjieff, mestre espiritual, escritor, compositor e dançarino, e Carl Jung, pioneiro da psicologia analítica, tinham visões distintas sobre a imaginação. Gurdjieff via a imaginação descontrolada como um obstáculo ao desenvolvimento espiritual, mas reconhecia que, quando utilizada de forma consciente, poderia ser uma ferramenta eficaz para o autodesenvolvimento. Por outro lado, Jung considerava a imaginação uma porta para o inconsciente, proporcionando uma visão valiosa sobre nós mesmos e nosso mundo interno.
Nas escolas iniciáticas, essas perspectivas sobre a imaginação desempenham um papel crucial. Tais escolas, frequentemente embasadas em simbolismo rico e complexo, recorrem à imaginação do neófito para facilitar a jornada de autodescoberta e transformação. O uso da imaginação, seja através de rituais, meditações ou outras práticas espirituais, é fundamental para desvendar os significados ocultos por trás dos símbolos e metáforas utilizados.

A Arte Real e o Poço Iniciático

Arte Real e a Divina Comédia de Dante

O Poço Iniciático serve como um magnífico exemplo de uma estrutura repleta de simbolismo e arquétipos, destacando-se como um modelo primoroso de Legomonismo. Mas, o que isso realmente implica? Para decifrar esse mistério, precisamos mergulhar no funcionamento das antigas tradições iniciáticas. Essas tradições, conhecidas como “Arte Real”, oferecem um ponto de partida essencial para essa compreensão.

Mais que uma iniciação, o Poço é um grande palco onde se desenvolve a Arte Real. E é através dessa arte que se cria grandes impactos de transformação e psicológicos no iniciado.